Artesã é homenageada por ensinar reeducandas a fazer bonecas de pano em MT | Mato Grosso


    A artista plástica e artesã, Alice Helena Grabowski, foi homenageada como mestre da cultura mato-grossense por transmitir a sua arte para reeducandas do presídio feminino Ana Maria do Couto May, em Cuiabá.

    Com recursos próprios, a artista desenvolveu o projeto de produção de bonecas de pano de 2006 a 2009 para mais de 120 mulheres.

    • Compartilhe esta notícia no WhatsApp
    • Compartilhe esta notícia no Telegram

    Segundo Alice, a ideia de adentrar no presídio surgiu a partir de uma matéria exibida em uma TV local. Ela procurou a diretoria do presídio para apresentar o projeto e, em três dias, estava trabalhando.

    Artesã é homenageada por ensinar reeducandas a fazer bonecas de pano em MT — Foto: Secom/MT

    A fábrica de bonecas chegou a produzir mais de 400 modelos diferentes, entre santos, animais, bonecas, duendes. Toda a produção do projeto foi vendida para as mais diversas lojas de decoração em todo o Brasil, e exportada para outros países.

    Com a comercialização, a professora conseguia pagar meio salário para cada reeducanda. Além disso, elas eram beneficiadas com a redução de um dia de pena a cada três dias trabalhados.

    A partir do projeto, muitas reeducandas também começaram seu negócio próprio com artesanato, costura, pintura em tecido e outras atividades ligadas a artes manuais.

    Artesã é homenageada por ensinar reeducandas a fazer bonecas de pano em MT — Foto: Secom/MT

    Em reconhecimento à sua contribuição social, a trajetória da artista também será contada no documentário “Cela Vie – a arte transformando vidas”, projeto contemplado no edital Conexão Mestres da Cultura – Marília Beatriz de Figueiredo Leite, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

    O documentário sobre a vida da professora e como ela criou e geriu o projeto “Mulheres de Ana Maria”, tem 30 minutos, e estará disponível no canal Cela Vie no Youtube, nesta sexta-feira (19).